Faceapp voltou! É melhor pensar duas vezes antes de usar

Ainda se lembram da popular app com o nome Faceapp? Esta app foi conhecida em 2017 e está disponível para dispositivos Android e iOS.  Esta app tem vários filtros “engraçados” e recentemente ganhou um novo que permite ver como ficam as pessoas no sexo oposto.

Os defensores da privacidade já vieram alertar para o facto desta app recolher mais dados dos que necessita.

Faceapp voltou! É melhor pensar duas vezes antes de usar

A popular app Faceapp permite aplicar vários filtros a fotografias. Com uma simples foto de rosto podemos aplicar filtros de rejuvenescimento, envelhecimento, entre outros. Como referido, esta app permite agora também saber como ficariam as pessoas caso mudassem de género. No entanto, esta app que foi criada pela empresa russa Wireless Lab e que faz uso de inteligência artificial, pode ter segundas intenções segundo indicam os especialistas.

FaceApp recolhe fotos, IP e outros dados…

De acordo com as informações, os criadores desta app podem estar a aproveitar-se do facto de os utilizadores terem de fazer upload de fotografias para criar uma enorme base de dados de rostos. De acordo com a política de privacidade (podem ver aqui), é referido que são usadas plataformas de terceiros para processar e editar as fotografias. As fotografias permanecem na cloud por um período de 24 a 48 horas após a edição.

Faceapp voltou! É melhor pensar duas vezes antes de usar

Apesar da informação na política de privacidade e utilização, não há nenhum esclarecimento do que realmente os responsáveis fazer com os dados analíticos que são obtidos. Além disso alguns especialistas acusam mesmo a empresa de ter um texto padrão na política de privacidade.

O facto de “darmos” uma fotografia nossa,  é estarmos a dar dados do nosso reconhecimento facial. Além da fotografia, a app recolhe dados das nossas redes sociais, tipo de dispositivo usado, endereço IP (que por sua vez indica a nossa localização), informações de sites que visitamos, etc. Se vai usar a app Faceapp… é melhor pensar duas vezes.

Leia também…