Quatro em cada cinco smartphones de topo vendidos são Apple

O mercado dos smartphones está a atravessar uma fase complexa. A pandemia da COVID-19 veio criar uma instabilidade na economia que afetou imediatamente os setores associados a bens supérfluos. No caso dos smartphones, a grande quebra de vendas deu-se nos segmentos de gama alta, mas todo o setor foi afetado.

Ainda assim, no primeiro trimestre do ano, registaram-se tendências de vendas interessantes, colocando a Apple num lugar de destaque.

Quatro em cada cinco smartphones de topo vendidos são Apple

Apple vende quatro em cada cinco dos smartphones topo de gama

O segmento dos smartphones de topo caiu 13% em todo o mundo, durante o primeiro trimestre do ano de 2020, segundo dados da Counterpoint. O motivo desta quebra é essencialmente um: o Coronavírus. A pandemia da COVID-19 fez de certa forma que o mundo estagnasse e entrasse numa esfera de incertezas.

Ainda assim, o segmento de topo continua a contribuir de forma global para o mercado dos smartphones em 22%, um valor semelhante ao registado no ano anterior. Assim, contribuiu com quase 57% da receita total global de telefones neste primeiro trimestre.

Apple vende quatro em cada cinco dos smartphones topo de gama

A Apple acabou por ser a empresa que, em todo o mundo, mais equipamentos de topo vendeu. Aliás, já tínhamos informado que o iPhone 11 havia sido o smartphone mais vendido neste período. Em concreto, quatro em cada cinco equipamentos vendidos são Apple neste segmento de topo.

Apple vende quatro em cada cinco dos smartphones topo de gama

Assim, a empresa de Cupertino, arrecadou para si 57% deste mercado. Bem atrás surge a Samsung com 19% e a Huawei com 12%. A destacar surge a OPPO com 3% do mercado de topo impulsionada pelas séries Reno 3 e Reno 3 Pro 5G. Esta marca teve um crescimento de 67%, tendo sido, a par com a Xiaomi, das únicas a crescer neste período.

Ainda assim, o grande segmento da Xiaomi não é o de topo. Onde mais vimos a marca a destacar-se foi nas gamas média e média baixa, também de forma a responder à procura de modelos mais acessíveis em tempo de pandemia.

Huawei domina na China, Apple domina o mundo

Apesar deste posicionamento da Apple, na China foi a Huawei que dominou de forma absoluta. A marca chinesa arrecadou para si 90% das vendas no segmento de topo. Aliás, estes valores contribuíram mesmo para que, de forma global, a marca tenha conseguido ultrapassar a Samsung durante o mês de abril.

Huawei domina na China

De resto, todas as outras regiões do mundo são dominadas pela Apple, seguida pela Samsung. A Huawei, apesar de não poder oferecer os serviços Google nos seus smartphones, ainda assim consegue ter uma presença de destaque em todos os mercados.

Os smartphones de topo mais vendidos

Neste estudo, foram avaliados os modelos à venda por preços superiores aos 400 dólares. O iPhone 11, obviamente, foi o modelo mais vendido, tal como já tinha sido referido.

Seguem-se as variantes do iPhone 11, o Pro Max e o Pro, e ainda há espaço para o iPhone XR. Com um forte impulso da China, eis que o Huawei Mate 30 Pro 5G surge como o quinto smartphone mais vendido em todo o mundo, no período em análise.

Os smartphones de topo mais vendidos - Apple vende quatro em cada cinco dos smartphones topo de gama

O futuro é incerto, mas depois da pandemia, o segmento de topo poderá sair reforçado. As marcas continuam a trabalhar arduamente nos seus modelos e este ano teremos a Apple a entrar no mundo do 5G, o que vincará ainda mais a sua posição no mercado.